Logo Shangri-la
  • Terapia CorporalCircuito das Águas

Serra Negra

A origem do nome

A cidade foi implantada no sopé do alto da serra, uma montanha com a altitude de 1300 metros. Na época da fundação a vegetação era intensa o que a tornava muito escura. Daí a razão porque o seu fundador e seus companheiros, que se instalaram nas Três Barras, sempre que se referiam ao novo local, o chamavam de Serra Negra. Esta é a verdadeira origem do seu nome.

Versão dada pelos índios, que a história registra como sendo da tribo CAIAPÓS: HÉRÃ-N-YERÉ - hérã= um pouco e yeré = dar voltas, isto é, obrigar o viajante a dar várias voltas para chegar ao local, devido as curvas da serra.

Outra versão: a lenda: - No local, havia muita madeira e o costume da época era desdobrar as toras através de uma serra denominada "trançador" que sobre um girau colocavam-se em cima um escravo e em baixo uma escrava, ambos negros. A todo momento o feitor dirigindo-se a escrava dizia: Serra Negra.

É claro que isso não passa de lenda.

Outras Curiosidades

  • Quando a escravatura foi abolida, em 13/05/1888, Serra Negra já não contava com um único escravo.
  • Em 1831 Serra Negra teve o seu primeiro escrivão, Gregório de Godoy Moreira e o seu primeiro juiz de paz foi o próprio Lourenço Franco de Oliveira.
  • Em 1856 foi criada a primeira escola pública.
  • Em 1873 iniciou-se o plantio de café no município.
  • Em 1879 foi inaugurada a iluminação pública com vinte e cinco lampiões a querosene.
  • A cidade abriga mais de cem fábricas de artigos de couro e outras dezenas de produtos em lã e linha. As lojas espalham-se pelas ruas do Centro e oferecem os produtos a preços em conta. Também fazem sucesso os queijos e as cachaças produzidas na região.
  • As três fontes de água mineral radioativa dividem a atenção dos visitantes juntamente com as trilhas para caminhada, mirante, lago e concha acústica.
  • Os tours são feitos em jipes militares conversíveis. Há três roteiros, todos com cerca de duas horas de duração. O Alto da Serra leva ao ponto culminante da região, a 1.300 metros de altitude; o dos Queijos e Vinhos conduz a propriedades rurais onde são fabricadas diversas guloseimas; e o Racho Radical inclui atividades de aventura, como tirolesa, arvorismo e escalada. Na lua cheia há passeios noturnos.

Teleférico e Cristo Redentor

O trajeto, feito em cadeirinhas, tem 1.400 metros de extensão e dura 15 minutos. O ponto final é o Pico do Fonseca, a mais de mil metros de altitude e que abriga a estátua do Cristo Redentor, de 18 metros de altura. Um mirante aos pés da imagem descortina vista panorâmica da região

Turismo rural

Algumas propriedades nos arredores estão abertas à visitação, apresentando os processos de fabricação artesanal de queijos, vinhos e destilados, além do cultivo do café - plantio, colheita, torrefação e moagem.
Alambiques: Família Carra, Adega Silotto, Cachaça Theodoro, etc.

Passeio de Trenzinho e Jardineira

Trenzinho: O city tour passa por diversas praças da cidade, além dos parques Santo Agostinho e São Luiz, com fontes, grutas, lagos e cascatas.
Jardineira: Passeios de Jardineira de 1930, que sai do Boulevard do Rádio Hotel no centro e circula pelas praças e fontes da cidade, mostrando um pouco da alegria e entusiasmo da cidade. Família Carra, Adega Silotto, Cachaça Theodoro, etc.

Serra Negra Serra Negra